Os Negócios por Mensagem ameaçam o Google tal como o conhecemos

Quantas apps tem instaladas no seu celular? Inúmeras, nós sabemos. Mas quantas delas utiliza realmente? A maioria dos usuários usa apenas 5 das apps que instala no seu celular. Uma delas será, com certeza, para comunicar com os seus amigos. A nível mundial, os apps de mensagem mais usados são o Facebook Messenger e o WhatsApp, com 900 milhões e 1 Bilhão de utilizadores respectivamente. O Brasil, apesar de ter demorado a deixar o antigo Orkut e aderir ao Facebook, é agora o segundo maior país no Facebook em termos de utilizadores, com 87 milhões. Ainda assim, o WhatsApp é a aplicação para mensagens preferida pelos usuários brasileiros, com 100 milhões de utilizadores. Então, agora convidamos você a fazer um exercício: imagine que, em vez de estar sempre trocando entre as diversas apps do seu celular, podia encontrar quase tudo o que precisa numa só. Genial, não? E foi esse o pensamento de muitas das maiores marcas internacionais. Mas elas foram ainda mais além – não tentaram criar um aplicativo novo. Não, elas começaram a usar aplicativos bem conhecidos do grande público. Como poderá já estar adivinhando, referimo-nos ao Facebook Messenger e ao WhatsApp. Esta nova tendência é conhecida como “comércio conversacional” ou Negócios por Mensagem. E as hipóteses que representa são quase infinitas. Imagine, por exemplo, encomendar uma pizza ou falar com o apoio ao cliente da sua operadora de celular através do WhatsApp. O Negócio por Mensagem está a mudar completamente a forma como as empresas operam e comunicam com os seus clientes. Além disso, isto poderia tornar o SMS marketing um método obsoleto. Enquanto num SMS as marcas apenas têm a possibilidade de enviar conteúdo textual, os mensageiros instantâneos permitem o envio de pequenos anúncios, em formato áudio ou vídeo, para todos os clientes na sua base de dados. Sem qualquer custo extra! No conjunto, as potencialidades do negócio por mensagem podem alterar completamente o panorama digital. O tráfego proveniente de computadores e de dispositivos mobile já chegou a níveis semelhantes, com algum tipo de conteúdo a ser consideravelmente mais visualizado em mobile. Aliado à comunicação mais personalizada que estes aplicativos permitem, concluímos que o Google – um algoritmo misterioso e mecânico – está cada vez mais distante da realidade para a qual estamos a evoluir.  Algumas fontes sugerem, no entanto, que o gigante americano estará a preparar um novo serviço de chat capaz de responder a esta demanda. O software que nos permite dizer “OK Google” e obter uma resposta será apenas uma primeira versão desta tecnologia. Muito diferente do velhinho Google, sem anúncios, que apenas indexava todos os sites da web!


Como testar os novos bots do Messenger (mas eles na verdade nem são tão legais)

Enquanto a Microsoft e o Facebook tentam nos mostrar um mundo de chat bots para falar com as empresas, uma verdade precisa ser dita: eles nem são tão legais. Você pode testar seguindo as instruções em inglês aqui. O Facebook anunciou sua plataforma de bots para o Messenger ontem. Porém, como na tentativa da Microsoft, o Facebook deixa você criar os bots  apenas para uma plataforma: Messenger. Um repórter do TNW testou os novos bots no dia do lançamento na conferência do Facebook F8 e não gostou muito. Ele reclamou, pois os bots não são intuitivos o bastante. Mesmo quando o repórter perguntou ao bot quais bots ele poderia usar, o bot ficou perdido. O repórter coloca algumas imagens em inglês de suas conversas no artigo, mas estão em inglês. O repórter cita outros problemas. Se você começar o chat no computador, ele não aparece inteiro no Messenger no smartphone, o que significa que você vai encontrar suas mensagens diferentes em cada lugar. Acho que ainda não iremos muito longe com os bots no Messenger, pelo menos não por enquanto. A plataforma ainda está nascendo e acredito que nem mesmo os parceiros do Facebook tiveram muito tempo para trabalhar nela. Com tudo isso, vemos que os bots parecem ser muito legais, mas nesse momento ainda são um pouco chatos. O futuro parece legal, mas os bots de hoje ainda não. Por enquanto, CNN e outros parceiros estão testando os bots no Messenger. É só ir na página de algum parceiro e testar (em inglês). Esse artigo apareceu no TNW.